Proteção de dados do cliente em redes wi-fi

Em grande parte dos casos, as pessoas não sabem como proteger uma rede wi-fi de possíveis intrusos. Embora pouco conhecida, a proteção de dados é algo que está ao seu alcance.

Muitas pessoas acabam se aproveitando de conexões privadas sem a autorização dos seus donos, o que acaba gerando uma série de incômodos. Por exemplo, quando há uma grande quantidade de usuários acessando uma mesma rede, a conexão tende a ficar mais lenta.

Outro problema consiste na segurança da utilização do wi-fi, uma vez que os dados privados podem correr algum risco, ficando mais vulneráveis.

Se você quer se ver livre desses problemas, saiba que há formas de descobrir se alguém está utilizando a sua conexão sem a devida autorização. Além de maneiras simples de verificar se isso está acontecendo, também existem programas que garantem uma proteção contínua da sua rede.

É exatamente isso que você procura? Continue lendo esse texto para descobrir algumas técnicas que vão garantir uma conexão segura na sua rede privada.

Boa leitura!

Como descobrir se o meu Wi-Fi está sendo utilizado por possíveis intrusos?

Conforme foi falado anteriormente, há alguns mecanismos que vão servir para que você descubra se a sua rede está sendo utilizada por pessoas não autorizadas.

Você pode conferir algumas informações que garantam a proteção de dados através dos aplicativos para celular, softwares disponíveis para computadores ou até mesmo através da página de acesso do seu roteador que você acessa pelo navegador.

Listamos algumas dessas formas, possibilitando que você encontre a maneira mais prática para executar esse diagnóstico. Além disso, também mostraremos como bloquear esses invasores da sua rede.

#01. Aplicativos para celular

A primeira dica pode estar na palma da sua mão, no seu celular. Alguns aplicativos que estão disponíveis no mercado conseguem ajudar na verificação dos acessos do seu Wi-Fi, algo que funciona de um jeito bastante acessível.

Confira alguns deles:

  • IP Tools: WiFi Analyzer (Android e iOS) – É um aplicativo bastante intuitivo, possuindo diversas opções de utilização. Ele consegue fornecer uma análise completa da sua rede, identificando todos os dispositivos conectados. Durante sua utilização, você poderá enviar um alerta, distinguindo os aparelhos que estão acessando a sua conexão com permissão daqueles que estão utilizando sem autorização.
  • Quem usa meu Wi-Fi (Android) – Disponível para Android gratuitamente, esse é mais um aplicativo que você poderá utilizar. Sua utilização também ocorre de forma bastante prática, havendo um botão amarelo na tela inicial que deve ser acionado para iniciar uma varredura. Em poucos instantes, ele mostrará os dispositivos que estão conectados na sua rede, fornecendo um tutorial para que você faça o bloqueio dos intrusos através do roteador.
  • Fing (Android) – Esse é um aplicativo exclusivo para Android, mas consegue ser bastante útil quando se deseja identificar usuários que estão utilizando sua conexão sem autorização. Além de escanear completamente a sua rede, ele também mostra, em muitos casos, os fabricantes e modelos dos aparelhos. Também é possível enviar alerta, o que faz dele um aplicativo bastante completo.
  • Network Analyser (iOS) – Disponível apenas para iOS, o Network Analyser é um aplicativo bastante intuitivo. Ele também é gratuito e consegue analisar uma série de questões que envolvem a sua rede, incluindo os dispositivos que estão acessando. Informações de performance e especificações também são fornecidas por ele.

#02. Página de acesso do seu roteador

Além dos aplicativos disponíveis para celulares, a proteção de dados também pode ser garantida através da página de acesso do seu roteador. Esse processo tende a ser um pouco mais complicado, já que nem todo mundo tem as informações necessárias para garantir o acesso.

Em primeiro lugar, a página de configurações do roteador deve ser acessada com um navegador (Google Chrome, Mozilla Firefox ou outro). É necessário digitar, no lugar da URL, um endereço composto por alguns números, geralmente eles começam com 192. ou 172., dependendo do fabricante. Essa informação pode ser encontrada atrás do aparelho, na caixa, manual ou site da marca.

Encontrando essas informações e acessando a página, você terá disponível uma série de informações importantes sobre a sua rede, incluindo os dispositivos que estão conectados a ela.

Observando a página, encontre as configurações e veja a lista dos aparelhos que estão conectados.

Caso você deseje, também é possível alterar o nome da rede ou a senha de acesso.

Em algumas situações, onde os roteadores mais antigos são utilizados, talvez seja necessário conectar um cabo em uma entrada LAN do roteador ao computador para conseguir acessar essa página. Isso acaba complicando um pouco mais o processo, mas não chega a ser um empecilho. Na maioria dos casos, só é preciso estar conectado ao Wi-Fi para conseguir efetuar o acesso.

#03. Programas de proteção

Se você quer garantir uma proteção contínua da sua rede, os programas de proteção podem ser uma alternativa.

Com eles, é possível obter alerta contra ataques de hackers, bem como prevenir que malwares atuem de má-fé. Portanto, o leque de possibilidades acaba sendo maior, assegurando uma proteção constante.

Um dos softwares mais utilizados nesse sentido é o Wifi Protector, um programa que contém diversos recursos de proteção e análise. Ele pode ser baixado com facilidade na internet, necessitando de um computador para a sua instalação.

Após o download, uma página inicial será aberta, onde terá a opção de ‘alerta de hackers’. Encontrando essa opção, você deve clicar em ‘mais detalhes’. Com isso, será possível observar quem está conectado na sua rede.

O software consegue criar uma lista com possíveis usuários suspeitos, podendo ser analisada por você posteriormente. Mas, se um desses dispositivos tentar atacar a sua rede, o Wifi Protector vai alertar você.

Além desse programa, também há outras opções disponíveis, como o Angry IP Scanner e Wireless Network Watcher. O primeiro é bastante intuitivo e possui versões para Windows, macOS e Linux, além de ser uma alternativa também gratuita. Enquanto isso, o segundo, consegue identificar todos os aparelhos conectados ao Wi-Fi de forma automática, sem que nenhum botão seja acionado.

Conclusão

Como você percebeu, a proteção de dados da sua rede Wi-Fi pode ser garantida através de várias formas simples. As alternativas são muitas, o que acaba facilitando um diagnóstico completo.

Verificar se intrusos estão acessando a sua rede de forma indevida é bastante importante para a sua proteção de dados. Portanto, você precisa encontrar mecanismos que auxiliem na preservação dessa questão.

Através das opções que listamos, será possível fortalecer a segurança da sua rede. Para isso acontecer, basta escolher uma das alternativas mencionadas e seguir o passo a passo. Quando utilizadas em conjunto, o benefício consegue ser ainda maior, diminuindo a possibilidade de erros ou falhas.

Pensar em fortalecer a segurança da sua rede vai garantir que você, bem como as pessoas do seu convívio, utilize uma conexão protegida. Afinal de contas, proteção nunca é demais, não é mesmo?

Gostou desse conteúdo e quer aprender mais? Acesse o nosso blog clicando aqui. Lá você vai encontrar diversos conteúdos importantes sobre esse e outros assuntos, tendo a oportunidade de aprender muito mais.

Se você já usa nossos serviços, um de nossos especialistas vai conseguir te auxiliar no processo de proteção de dados.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Relacionados